Effettivo

Melhoria Contínua: como implementar na sua empresa?

Os gurus da qualidade em empresas e processos são unânimes em uma afirmação: desafios de gestão são metas não batidas. Entretanto, dentro de uma empresa funcionando, quais são essas metas e qual é o papel do engenheiro em um processo já bem estabelecido?

É aí que entramos na melhoria contínua. Embora um processo possa ter taxas de sucesso de 80%, um número positivo para a maioria dos âmbitos, os outros 20% podem significar altas taxas de desperdício de materiais, alto índice de retrabalho, entre outros aspectos que danificam e custam recursos e não agregam nenhum valor ao produto final.

O Ciclo PDCA

Portanto, é imprescindível que as empresas adotem uma postura estratégica quanto ao seu posicionamento, criando metas que garantirão seu crescimento e não sua estagnação. Um dos métodos mais conhecidos para a criação destas metas e a geração de melhoria contínua dentro da indústria é o ciclo PDCA (plan – do – check – act)

  1. Plan (Planejar): Estabelece as expectativas de uma empresa em relação a um determinado processo. Se a meta da empresa é chegar a 100% de taxa de sucesso em sua produção, é este ponto que as metas tem que atacar nesta etapa.
  2. Do (Fazer): Implementar o plano determinado na etapa de planejamento. Coletar dados para mapeamento e análise dos próximos passos. Elaborar os indicadores das metas, que são sempre determinados na saída.
  3. Check (Checar): Estudar os resultados gerados via indicadores e números. Esta etapa depende de outras etapas altamente mensuráveis. Não se avalia taxa de resultados pelo “feeling” do funcionário: o sucesso está em desenvolver métodos de controle de produção mais eficazes, e determinar o quão mais eficazes eles serão.
  4. Act (Agir): Medidas corretivas que voltam à primeira etapa do processo. Neste ponto, o projeto inicial de melhoria já não existe mais: ele foi melhorado, adaptado e se tornou uma personalidade à parte do que se conhecia como processo na empresa.

O principal objetivo do Ciclo PDCA é que ele seja, realmente, cíclico. A iteração (ou repetição) é o que garante que, a cada etapa, mais problemas serão solucionados e que haverá, efetivamente, melhoria no processo.

Quer saber mais sobre como aplicar um bom ciclo PDCA na sua empresa para a redução de desperdício de matéria-prima e melhorias no supply chain? Contate-nos e conheça mais sobre melhoria contínua e nossos serviços!

Gostou do post? Acompanhe nosso blog e leia mais conteúdos interessantes!

Fonte: materiaisjr.com.br

 

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *